Publicada em: 20/02/2020 | 1319 Visualizações

: Cid Gomes tem alta de UTI e é transferido para enfermaria







Senador foi baleado após avançar com uma retroescavadeira contra policias militares



 



O senador licenciado Cid Gomes, baleado nesta quarta-feira (19) na cidade de Sobral (CE) durante protesto de policiais, teve alta hospitalar da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Coração daquela cidade. Gomes foi transferido para a enfermaria.



Ele foi transferido de Sobral para Fortaleza no início da tarde desta quinta-feira, 20. Ele está internado em observação no hospital Monte Klinikum, no bairro Aldeota, área nobre da capital. Cid chegou em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), de maca, mas aparentando saúde estável.



De acordo com boletim médico, Cid Gomes deu entrada "vítima de ferimento por arma de fogo no hemitórax esquerdo" e após o atendimento inicial seu quadro clínico evoluiu sem intercorrências, mantendo-se "hemodinamicamente estável e com padrão respiratório normal, não mais necessitando de cuidados de terapia intensiva".



Tiro

O senador foi baleado após avançar com uma retroescavadeira contra policias militares que tentam decretar greve da categoria naquele estado. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Sobral.



Após ser atingido por um disparo, Gomes foi encaminhado para um hospital na região mas, segundo a assessoria do político, ele não corre risco de morte.



A princípio, a assessoria do senador disse que ele havia sido atingido por uma bala de borracha. Depois, informou que o tiro foi, na verdade, disparado por uma arma de fogo.



O irmão do senador, o ex-ministro Ciro Gomes, informou que dois disparos atingiram Cid. "Meu irmao Cid Gomes foi vitima de dois tiros de arma de fogo por parte de policiais militares amotinados e mascarados em Sobral, nossa cidade. Até aqui as informações médicas são de que as balas não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo. Novos exames estão sendo feitos mas a palavra aos familiares e amigos é de que Cid não corre risco de morte", afirmou Ciro, no Twitter.



"Espero serenamente, embora cheio de revolta, que as autoridades responsáveis apresentem prontamente os marginais que tentaram este homicídio bárbaro às penas da lei", completou o ex-presidenciável.



Tudo indica que os disparos vieram de uma pistola calibre .40.



Correio da Bahia



 




addLIDAS


santanaweb@riorealonline.com.br